Como fazer seus leads se tornarem compradores compulsivos da sua marca?

Muitos empreendedores de e-commerce não sabem muit bem como nem o que fazer com os leads adquiridos, pois aparentemente sua estratégia de marketing não possui falhas no processo – o maior problema está na fidelização.

Isto acontece porque existe uma pequena confusão com relação ao meio de marketing que se está utilizando – no caso o mais indicado são as ferramentas do Marketing Digital que possuem meios e pilares que são voltados para este fim.

Leads não são feitos para se tornarem um número crescente em sua página – eles precisam de engajamento com a sua marca e isto só é possível se o futuro cliente tiver credibilidade na marca.

Por isso, hoje, você vai aprender como fidelizar leads e transformá-los em compradores compulsivos da marca com passos simples que você poderá aplicar com mínimo de custo e máximo de retorno.

Oportunidades de Negócios

É assim que os leads devem ser vistos por uma marca ou empresa, deve-se esquecer a antiga noção de que leads são apenas uma lista de e-mails que servem apenas para enviar e-mails marketing (na verdade isso também, mas não somente).

A sua empresa precisa se mostrar como a solução para os problemas do seus clientes, para isso é preciso que você saiba muito bem quem é o seu público-alvo e do que ele necessita.

Se o seu produto tem esse potencial, bem, você precisa encontrar o nicho certo para poder divulgar a sua marca e assim fazer com que várias pessoas com os mesmos “problemas” e necessidades possam ver na sua empresa uma solução.

Por isso comentamos mais acima sobre a necessidade de seus clientes terem credibilidade na marca.

 

Como gerar leads?

 

É preciso, como comentado nos primeiros parágrafos que você possua conhecimento em estratégias do chamado Marketing Digital – ele será a chave para que a sua empresa possa garantir o engajamento dos seus leads.

Como você fará isso, nós responderemos abaixo em alguns itens:

 

Presença Digital

Toda empresa que se preze hoje em dia, precisa ter presença digital – grandes marcas, por exemplo, têm em seu faturamento a maior parte gerada em seus websites e em engajamento de clientes por meio de redes sociais.

Por isso, não menospreze o potencial das redes sociais. O Facebook é um dos maiores polos de fidelização de clientes que se podem existir.

Lá você tanto pode criar uma fanpage que levará a sua empresa ou empreendimento a interagir mais ativamente junto aos seus clientes, como poderá também utilizar-se de anúncios pagos – vide o Facebook Ads.

Não pense em seu site como presença digital em força máxima, invista nas redes sociais e espere backlinks e mais vendas provindas deste meio promissor.

Ferramentas de Gestão de Marketing Digital

Quando a sua empresa estiver plena de funcionamento on-line é preciso que você invista nessas ferramentas.

Elas otimizarão os seus serviços e farão com que prazos e lucros sejam otimizados com base em envios de newsletters e materiais para e-mails de clientes já ativos – o que fará com que o seu atual cliente seja um fã da marca.

Existem empresas que agem ativamente nesse sentido pela internet, basta dar uma vasculhada e você encontrará várias – atente-se, obviamente, aos resultados anteriormente obtidos por outros clientes.

 

Automação do Marketing Digital

 Assim como existem empresas especializadas em gestão de marketing, em algum estágio onde esse serviço estará a pleno funcionamento, você poderá obter de outras empresas esta ferramenta muito útil.

Aqui, o seu cliente estará mais seguro para efetivar a compra e a fidelização, já que nesse processo só estarão ativos aqueles que possuem uma maior chance de finalizar o processo de compra.

 

Utilização de iscas

 

Neste caso, você precisará ainda fazer um alinhamento entre marketing e vendas.

Por exemplo, você poderá definir bem o MQL (ou Lead Qualificado por Marketing).

Neste caso é pura e simplesmente a criação de um perfil que possa ser o mais próximo do cliente já fidelizado, para que assim possam ser criadas ações de marketing que transformarão o lead em cliente.

Dados como idade, sexo, localização etc. são dados úteis que serão utilizados neste processo – quanto mais afunilado for este nível, maiores serão as chances de qualidade neste processo.

Você poderá também definir o SQL (ou Lead Qualificado por Vendas), que no caso é um lead já qualificado pelas estratégias de marketing que demonstrou interesse nos serviços e produtos da sua marca.

Atitudes como pedir orçamento, comprar ou adquirir testes gratuitos ou tirar dúvidas a respeito do produto ou serviço já o qualifica neste sentido.

Logo após isto, é preciso alinhar quanto do time de marketing deve repassar para o time de vendas por mês baseando-se principalmente nas qualificações de leads acima citados.

Depois de fidelizado o cliente passará a ser responsabilidade do time de vendas e voi la, este cliente se tornará um comprador compulsivo da marca, graças a ações de vendas que irão direcionar as melhores oportunidades a estes clientes.

Com isso, o cliente, não só se transformará no fã, que foi citado acima, como será engajado em distribuir informações acerca da sua empresa para outros futuros leads, seja por boca a boca, seja através de troca de links vindos do site da sua empresa.

A partir daí é fazer a manutenção de novos leads e verificar se o público-alvo e o nicho alcançado mudou ou ainda permanece o mesmo.

Em caso de mudança, o mais adequado é alinhar todo o procedimento acima, para afunilar as estratégias de marketing ao novo público – e assim sucessivamente, se por acaso as variáveis de clientes forem mudando.

O que é muito provável já que um cliente que tem credibilidade na marca vai provocar um impulsionará uma maior quantidade de vendas e se tornará o seu principal porta voz.

Por isso, valorize as estratégias de marketing digital e não deixe de lado o conhecimento a respeito, sempre se dedicando às diferentes mídias sociais como o Facebook, o Twitter e até mesmo, pode-se pensar, em blogs e páginas no YouTube.

E não confunda seguidores com leads – é preciso atenção a este detalhe.

Nessas últimas faz-se valer levar conteúdo e não somente procurar vendas – assim produzindo marketing de atração que fará crescer a credibilidade na sua marca.

 

Gostou deste artigo? Não deixe de comentar e compartilhar em suas redes sociais. Até a próxima!

Categorias: eCommere

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

eCommere

Quais os segredos da conversão de leads?

Quais os segredos da conversão de leads? Se você já conhece ou trabalha com e-commerce sabe que o Marketing Digital é uma das principais maneiras de conversão de leads em potenciais clientes. Mas quais são Leia mais…